Sono de Qualidade na Terceira Idade: Dicas Essenciais

Ter um sono de qualidade, ainda mais na terceira idade, é um aspecto fundamental e que todos deveriam dar valor no dia a dia.

Porém, como sabemos, isso nem sempre acontece. Seja por problemas de saúde, insônia, preocupações e outros fatores.

Sendo assim, para te ajudar a ter um sono de qualidade, nós separamos no artigo de hoje algumas dicas importantes e que vão contribuir para que você durma melhor daqui em diante. Veja!

Dicas essenciais para ter um sono de qualidade na terceira idade

sono de qualidade na terceira idade

Dormir bem, assim como ter uma alimentação adequada e praticar atividades físicas, é essencial para as pessoas que estão na terceira idade. 

Não é à toa, inclusive, que locais que cuidam de pessoas nessa faixa etária, como um residencial para idosos sp, estimulam essas atividades regularmente

Além disso, vale ressaltar que você não está condenado a dormir mal para sempre ou a ficar se mexendo todas as noites. 

Dá sim para melhorar a qualidade do seu sono e, para isso, é importante seguir algumas dicas…

Pense em todos os fatores que podem interferir em uma boa noite de sono – desde estresse e responsabilidades familiares a desafios inesperados, como doenças. 

Não é de se admirar que ter um sono de qualidade às vezes seja difícil de conseguir.

Agora, embora você possa não ser capaz de controlar os fatores que interferem no seu sono, você pode adotar hábitos que incentivem um sono melhor. Veja!

Tenha um cronograma de sono

A primeira dica para você ter um sono de qualidade é dormir a quantidade necessária todos os dias.

Sendo assim, reserve não mais do que oito horas para dormir. Isso porque, a maioria das pessoas não precisa de mais do que esse tempo na cama para atingir esse objetivo.

Além disso, a quantidade mínima de sono recomendada para um adulto saudável é de pelo menos sete horas. Ou seja, procure dormir diariamente, entre 7 e 8 horas, ok?

E para isso, é importante que você vá para a cama e levante-se à mesma hora todos os dias. 

Além do mais, tente limitar a diferença em seu horário de sono durante a semana e nos fins de semana a não mais do que uma hora. 

Ser consistente reforça o ciclo de sono do seu corpo.

E, caso você não adormeça em cerca de 20 minutos após ter deitado, saia do quarto e faça algo relaxante, como meditar, ler algumas páginas de um livro ou ouvir uma música instrumental. 

Volte para a cama apenas quando estiver cansado, relaxado e pronto para dormir. E, conforme necessário, repita isso. Não fique “brigando” com seu sono.

Crie um ambiente tranquilo

Crie um cômodo ideal para dormir, isto é, que seja silencioso, aconchegante e escuro. Isso porque, a exposição à luz pode dificultar o sono e fazer com que você fique acordado além do necessário.

Sendo assim, evite o uso prolongado de telas emissoras de luz antes de deitar, como celulares, tablets e notebooks. 

Além disso, considere o uso de cortinas, persianas, tampões de ouvido e/ou de olhos, um ventilador ou outros dispositivos que possibilitem a criação de um cômodo que atenda às suas necessidades.

Vale ressaltar ainda que, fazer atividades calmantes antes de dormir, como tomar um banho quente/morno e usar técnicas de relaxamento, pode promover um sono melhor também!

Preste atenção ao que você come e bebe

Não vá para a cama com fome e nem de barriga “estufada”. Em particular, evite refeições pesadas ou grandes algumas horas antes de deitar. Isso porque, esse desconforto pode mantê-lo acordado.

Além disso, a nicotina, a cafeína e o álcool também merecem cautela, afinal de contas, os efeitos estimulantes dessas substâncias demoram horas para passar e podem causar estragos na sua busca por um sono de qualidade. 

E embora o álcool possa fazer você se sentir sonolento, ele pode atrapalhar o sono durante a noite também.

Limite os cochilos diurnos

Longas sonecas durante o dia podem interferir no seu sono noturno. Por isso, se você decidir tirar um cochilo, limite-se a, no máximo, 30 minutos e evite fazê-lo no final do dia.

É claro que se você trabalha à noite, no entanto, você pode precisar tirar um cochilo no final do dia antes do trabalho para ajudar a compensar seu débito de sono.

Apenas tenha um equilíbrio entre dormir e cochilar.

Inclua a atividade física em sua rotina diária

Como já citado, a atividade física regular pode promover um sono melhor. Apenas evite ser ativo muito perto da hora de dormir.

Sendo assim, encontre uma atividade que goste de fazer e inclua-a em seu dia a dia e que tiram o seu estresse, como um passeio ao ar livre, como por exemplo no Zoológico de Sorocaba ou em praças públicas com bastante árvores. 

Fazer exercícios entre 3-5 vezes por semana e por pelo menos 30 minutos já está de bom tamanho.

Gerencie suas preocupações

Tente resolver suas preocupações e pendências antes de dormir. Anote o que está em sua mente e deixe de lado para você dar atenção no dia seguinte.

Isso porque, o gerenciamento do estresse, da ansiedade, das preocupações e dos compromissos pode ajudar você a dormir melhor.

Sendo assim, comece com o básico, como se organizar, definir prioridades, criar uma agenda e delegar tarefas.

A meditação também pode aliviar a ansiedade e a preocupação.

Apenas evite ficar levando problemas para a cama. Isso não é nada saudável e com certeza vai prejudicar a sua busca por um sono de qualidade.

Saiba quando entrar em contato com um médico

Por fim, quase todo mundo tem uma noite sem dormir ocasionalmente – mas se você costuma ter problemas frequentes com isso, entre em contato com o seu médico. 

Isso porque, identificar e tratar as possíveis causas pode ajudá-lo a dormir o melhor que merece!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *